Pessoas com poucos recursos terão que trabalhar 11 anos a mais para conseguirem se aposentar no Brasil

Pessoas com poucos recursos terão que trabalhar 11 anos a mais para conseguirem se aposentar no Brasil

Pessoas com poucos recursos terão que trabalhar 11 anos a mais para conseguirem se aposentar no Brasil
18/03/2019

 

Geralmente, o brasileiro pobre precisa trabalhar bem mais cedo, pois é necessário ajudar a família financeiramente e com a reforma da Previdência esta situação deverá se agravar ainda mais, de acordo com as alterações, será preciso contribuir com o INSS por mais anos para se aposentarem.

Com a reforma da Previdência, quem quiser garantir 100% de aposentadoria precisará contribuir por 40 anos no mínimo e ter pelo menos 62 anos para mulher e 65 no caso dos homens. Para um jovem de família pobre, a necessidade de começar cedo é maior. Por exemplo, se o adolescente inicia a vida no mercado de trabalho aos 14 anos, contribuirá por 48 anos no caso das mulheres e por 51 anos no caso dos homens, para chegar à idade mínima (62/65 anos).

Quem é da classe média e pode investir mais nos estudos e começar a trabalhar quando tiver 25 anos, trabalhará bem menos para atingir a idade mínima necessária para a aposentadoria. Em tese, os pobres trabalharão até 11 anos a mais que as pessoas de classe média.

Especialistas estão divididos em relação à reforma da Previdência, sendo que de um lado estão aqueles que apoiam e acreditam que as mudanças irão corrigir algumas distorções, mas outros alegam que os brasileiros pobres pagarão um alto preço, sendo bem mais prejudicados.

 

No Brasil, a lei permite que alguém comece a contribuir para a Previdência apenas quando tiver 16 anos, mas tem uma exceção que é para aqueles que conseguem uma vaga para jovem aprendiz, estes começam a contribuição com apenas 14 anos. Hoje, há cerca de 440 mil pessoas trabalhando como jovem aprendiz em todo país.

Dr. Mauricio Borges 139.486